• Dicas de casamento


Momentos da cerimônia 

Além das entradas, a cerimônia consiste nos seguintes momentos:


Momento da aliança

O celebrante, logo após terminar sua fala, anuncia o momento das alianças. Inicia-se a canção escolhida pelo casal e a entrada normalmente de uma criança.

Hoje em dia há a liberdade de escolha de quem entrará com as alianças. Se uma criança ou um casal, uma delas com pétalas de rosas por exemplo e  outra com as alianças.

Há ainda quem opte por homenagear os avós, permitindo-lhes a entrar com as alianças. Opção que aos poucos tem se tornado comum.

Existem também  os mais ousados, que apaixonados por seus cães de estimação, lhes permitem levá-las em suas coleiras por exemplo. Normalmente acompanhados por alguém que os conduza até o altar.

Entrada à americana: trata-se da entrada de algumas amigas com as alianças. Uma maneira de celebrar  a amizade. 


Votos

Logo após a entrada o celebrante recebe as alianças e tece algumas palavras sobre a aliança que o casal faz naquele momento. Posteriormente é o momento dos votos, que pode ser conduzido de algumas maneiras:

A repetição por parte dos noivos das palavras proferidas pelo religioso; encerrando com o sim.

O sim dos noivos proferidos uma única vez, como resposta às perguntas feitas pelo religioso de maneira informal (é o que a maioria prefere)

Ou a declaração dos noivos um ao outro, formuladas livremente pelos mesmos, encerrando com a última declaração: sim, eu te recebo como meu esposo, minha esposa!


Momento da assinatura

Se dá logo após o término das alianças e votos. O celebrante anuncia o momento da assinatura e chama à frente as testemunhas (duas). A ata será assinada pelo celebrante, noivos e testemunhas em duas atas. Enquanto as testemunhas se encaminham ao altar é tocada a canção escolhida pelos noivos.

Por isso é tão importante a canção neste momento, para que não fique um vazio ao fundo, e sim uma música marcando o momento, enquanto todos aguardam ansiosos pelo encerramento das assinaturas e logo após a declaração de “enfim casados”.


Momento dos cumprimentos

Logo após a declaração do pastor: “Os declaro esposo e esposa…” é anunciado o momento dos cumprimentos. Consiste nos cumprimentos aos padrinhos e pais, e todos aqueles que participaram do cortejo. Habitualmente o noivo se dirige para um lado e a noiva para outro, e posteriormente mudam de lado. Entretanto, alguns poucos casais optam por cumprimentar os padrinhos juntamente.

Um número mediano de padrinhos seria 3 ou 4 casais de cada lado. Normalmente posicionados da seguinte forma, dependendo do espaço: as mulheres sentadas e homens atrás de seus pares em pé. Caso haja muito espaço todos podem se assentar.

Quando o número de casais é superior a quatro, é interessante pensar se realmente vale a pena cumprimentar a todos os padrinhos, pois corre-se o risco de alongar um pouco a cerimônia.

Outra questão importante é o espaço disponibilizado para a movimentação do casal entre tantos casais. Um vestido longo com calda, por exemplo, não permite muita mobilidade num espaço reduzido; são detalhes que valem a pena serem pensados.



Cerimonialista

É bastante importante a orientação de uma cerimonialista no local. Ela é a pessoa responsável por orientar as pessoas que participarão da cerimônia: os padrinhos, as daminhas e pajens, os pais dos noivos e os próprios noivos. Orientará quanto ao lado em que as pessoas devem se posicionar ao adentrar o altar, se do lado correspondente à família da noiva ou do noivo, se devem se sentar ou ficar em pé, se haverá cumprimentos ou não ao término da cerimônia, o tempo de entrada entre um casal e outro etc. Sua orientação auxilia muito na fluidez da cerimônia. Obviamente, tudo deve ser combinado anteriormente com todos que participarão do cortejo.


Som da cerimônia

Algo indispensável para uma cerimônia de casamento é o bom funcionamento da aparelhagem de som e músicas. Caso seja um DJ o responsável pelas canções se certifique com ele se as mesmas estão na ordem correta, conforme às entradas, e na versão que você escolheu.

O  detalhe mais importante é o microfone. Se certifique  se existem dois microfones à disposição. Um de reserva, de preferência com fio, além de caixas de som bem posicionadas no ambiente, para facilitar a transmissão do aparelho à caixa. O microfone com fio é mais seguro que o aparelho sem fio. Este, algumas vezes é interrompido por causa da quantidade de pessoas em frente às caixas de som e interrupção do sinal em função de algum celular, além do problema da bateria recarregável do aparelho. Dois microfones são essenciais para a segurança da sua cerimônia.  


Músicas  

Atualmente, os noivos têm liberdade total para escolherem as músicas de sua preferência. Podem ser instrumentais ou não. A maioria dos casais, hoje em dia, escolhem músicas que têm a ver com seu perfil, algo que tenha sido marcante na história do casal. No entanto, há ainda aqueles que preferem as canções instrumentais clássicas. Essa é uma das vantagens de se casar em uma casa de festas, é o local onde você pode escolher quase tudo segundo sua preferência.



Existem seis ou sete momentos em que há a necessidade das canções:

·Entrada do noivo e padrinhos :

O noivo pode entrar com a mesma canção dos padrinhos (é o que mais tradicionalmente se faz) ou com uma canção só para ele. Acompanhado normalmente da mãe,  pode ser o primeiro a abrir o cortejo ou último a entrar antes da noiva.

·  Daminha e pajem (outro momento possível seria no momento das alianças)

·  Entrada da noiva

  Fala do celebrante (sem música)

·  Entrada das alianças (normalmente conduzidas ao altar por crianças)

·  Assinatura da Ata (assinarão os noivos, testemunhas e celebrante)

·  Cumprimentos

·  Música de Saída


Daminha e pajem

Existem dois momentos propícios para a participação das crianças. O primeiro deles pode ser antecedendo a entrada da noiva, logo após o último casal de padrinhos. Algumas pessoas optam por uma única criança, normalmente uma menininha, enquanto outras preferem um par, duas meninas ou um casal.

Outro momento seria na entrada das alianças, ou seja, logo após o término da palavra do celebrante. O mesmo anuncia o momento das alianças que serão trazidas ao altar pelos pequeninos. 

Dicas quanto aos pequeninos: observe bem a idade e o comportamento da criança, se é muito tímida ou se é agitada demais. Lembre-se que um ambiente de casamento intimida um pouco. A criança terá que passar por um longo tapete com inúmeras pessoas que ela não conhece. Estar acompanhada por alguma coleguinha ou irmã que ela se sinta confiante, às vezes ajuda.

O temperamento da criança também é fundamental. Tratando-se de uma criança agitada é bom escolher o momento certo para sua entrada. Caso entre somente no momento das alianças, a criança terá que esperar quase a cerimônia inteira para participar, ou seja, após as entradas dos padrinhos, noivos e após a mensagem do celebrante.  É importante providenciar alguém para ficar com criança até sua entrada.